You are currently viewing Vestuário de Trabalho e Uniformes – Quais as vantagens em usar Elastano?

Vestuário de Trabalho e Uniformes – Quais as vantagens em usar Elastano?

Neste artigo, queremos evidenciar as vantagens e a usabilidade que este tipo de tecido trará aquando aplicado ao vestuário de trabalho e uniformes. Elastano é o termo genérico usado para descrever têxteis da marca, tal como a Lycra (marca registada). Este tipo de tecido é também designado por Spandex sendo o seu principal atributo a sua incrível elasticidade. Embora Lycra, spandex e elastano sejam todos do mesmo material, as variantes regionais do termo “elastano” são mais comumente usadas para se referirem a este tipo de tecido na Europa ocidental. 

Senhora a fazer a espargata de modo a mostrar a elasticidade do tecido de elastano aplicado ao vestuário de trabalho e uniformes

Neste preciso momento a Unifardas está a desenvolver uma nova coleção direcionada para profissionais de saúde, cuja composição  possui uma percentagem de elastano. Esta composição do tecido trará ao utilizador um maior conforto, uma mobilidade maior, melhor resistência da peça de vestuário de trabalho mas também uma maior leveza. Além da presença do elastano, esta coleção terá na sua composição tecidos sustentáveis e reciclados, como por exemplo o Poliéster reciclado a partir da recolha de garrafas de plástico bem como nylon reciclado e eco sustentável obtido a partir da matéria-prima regenerada. 

Brevemente iremos dar-lhe a conhecer esta fantástica coleção. 

Logotipo da HISI Collection feita com tecidos sustentáveis

Vestuário de Trabalho e Uniformes - O que é o Elastano?

O Elastano é uma fibra sintética leve, usada para fazer roupas elásticas, como roupas mais desportivas. É feito de um polímero de cadeia longa chamado poliuretano. 

A produção de elastano começou durante a segunda guerra mundial, uma vez que as fibras à base de borracha como o látex, não eram leves, duráveis e fortes  o suficiente. Além disso, a borracha foi um material muito importante durante a guerra para construir vários equipamentos sendo que o seu preço sofria constantemente imensas flutuações. 

Passada quase uma década depois, em 1959, JC Shivers, aperfeiçoou a fibra, que inicialmente se chamou de Fibra K sendo que posteriormente decidiu registar a marca com o nome comercial “Lycra”

É importante ressalvar que nenhum tecido é composto por 100% de elastano. Mas a adição desse filamento na sua composição é capaz de modificar completamente as características do produto final. 

Assim, quando se utiliza  2% a 3% de elastano, o tecido passa a ter maior durabilidade e qualidade. Isso porque essa baixa percentagem é o suficiente para evitar a deformação da peça ao longo do tempo de uso. 

Todas essas mudanças devem-se às características do elastano, que possui alta capacidade flexibilidade e recuperação. Além disso, esta fibra aplicada ao vestuário de trabalho e uniformes, confere-lhes uma grande resistência à rutura, reforçada com a sua capacidade de elasticidade.   

Características do Elastano

  • Leve, flexível e macio
  • Aquando aplicado ao vestuário de trabalho e uniformes evita a deformação após longa utilização
  • Resistente, durável e com uma força de retração elevada
  • Resistente à deterioração devido á transpiração ou à utilização de detergentes na lavagem das peças de vestuário profissional 
  • Pode ser esticado repetidamente recuperando a sua forma original com muita facilidade

Para que é usado o elastano?

O Elastano pode ser usado numa ampla variedade de roupa e acessórios entre os quais: 

  • Desporto: Vestuário para atividades aquáticas, roupas de ciclismo, vestuário de ginástica
  • Calças: Jeans Skinny, calças de esqui, leggins
  • Roupa de trabalho: Túnicas e calças para profissionais de saúde, blusões para área da indústria, casacos e t-shirts
  • Roupa interior: meias, collants

Fibras de elastano produzidas de forma sustentável

Atualmente já existem diversas soluções ao nível dos tecidos que permitem fabricar fio de elastano com materiais reciclados, de forma a tornar esta fibra mais sustentável. 

Num desses processos, desenvolvido por uma empresa americana, o fio é feito com sobras de materiais usados no fabrico de outros tecidos e misturados com o fio virgem em concentrações especificas. Esse processo reduz o desperdício, colocando o material de volta em produção. 

Desde o ano de 2017 existe o spandex reciclado tendo sido certificado pela Global Recycled Standard. 

A Unifardas estando muito atenta ao processo da sustentabilidade, promove o uso de matérias -primas sustentáveis nas suas fardas de trabalho, de modo a contribuir para uma pegada ambiental mais sustentável mantendo sempre os elevados graus de qualidade nos produtos fabricados. 

Partilhe: