As máscaras feitas em casa podem-nos proteger contra o Coronavírus?

As máscaras feitas em casa podem-nos proteger contra o Coronavírus?

Através da existência de vários estudos e artigos científicos elaborados por investigadores, cientistas e responsáveis de saúde pública em Inglaterra, a Unifardas está a desenvolver e a aprofundar o desenvolvimento de máscaras “caseiras” para o utilizador comum. Um dos grande problemas que está a acontecer com a pandemia do Covid-19, é a inexistência deste  equipamento de proteção de modo a servir as necessidades da população em geral. Assim sendo, e tendo por base estudos científicos  bem sólidos já feitos, a Unifardas dá-lhe as orientações de como poderá fazer uma máscara eficaz para o utilizador comum e para tarefas mais imediatas, tais como, idas ao supermercado, deslocações à farmácia ou outras tarefas de curta exposição. 

Estudo denominado “Testing the Efficacy of Homemande Masks: Would They Protect in an Influzenza Pandemic ? “ 

Este estudo tinha como objetivo examinar e investigar a eficácia das máscaras caseiras em alternativa às máscaras comerciais. Foram utilizados vários  materiais domésticos tendo em conta a sua capacidade de bloquear aerossóis bacterianos e virais. Diversas pessoas saudáveis montaram as suas próprias máscaras com tecido de algodão. O número de microrganismos isolados da tosse de voluntários saudáveis usando a máscara caseira, cirúrgica ou sem máscara foi comparado usando várias técnicas de amostragem de ar.

Ambas as máscaras reduziram significativamente o número de microrganismos expelidos pelos voluntários, embora a máscara cirúrgica tenha sido três vezes mais eficaz no bloqueio da transmissão do que a máscara caseira. As conclusões deste estudo sugerem que uma máscara caseira deve ser considerada como último recurso para evitar a transmissão de gotículas de indivíduos infetados, mas será sempre melhor do que nenhuma proteção. ( Disaster Med Public Health Preparedness . 2013; 0: 1–6)

 

Tal como podemos ver neste gráfico, as máscaras caseiras de algodão capturam 50% de partículas de 0,02-1 mícron, em comparação com 80% da máscara cirúrgica.  Embora as máscaras cirúrgicas capturassem mais 30% de partículas, as de algodão (feitas em casa) tiveram uma bom resultado. Os investigadores concluíram que as máscaras feitas em casa seriam melhor do que nenhuma proteção. 

 

Foto de uma estudo sobre máscaras caseiras para ajudar a prevenir o covid 19
Fonte: smartairfilters.com

 

Neste mesmo estudo os investigadores testaram a eficácia das máscaras caseiras depois de as pessoas as usarem 3 horas. Os resultados mostram que a humidade e o tempo que tiverem de uso fez com que estas mesmas máscaras capturassem mais 5% de partículas.  Nas outras máscaras a alteração foi pouca. Deste modo, usar filtros húmidos poderá tornar estas máscaras caseiras ainda mais eficazes. 

Gráfico sobre o uso de máscaras caseiras e as cirurgicas
Fonte: smartairfilters.com

Unifardas desenvolveu processo para qualquer pessoa ser capaz de desenvolver máscaras caseiras

A maioria das máscaras são fabricadas na China numa preocupação de redução de custos. Assim sendo, com a proliferação do Covid-19 os stocks deste equipamento ficaram completamente em baixo. Assim sendo, de modo a darmos a conhecer outras alternativas de fácil elaboração e de alguma proteção, disponibilizamos-lhe informação detalhada acerca das características destas máscaras caseiras,  da eficiência das mesmas e o plano detalhado de montagem elaborado pela Unifardas. 

Com as máscaras N95 a desaparecerem do mercado e as que existem a serem tão preciosas para os profissionais de saúde, as máscaras de tecido (algodão – de modo a facilitar a respirabilidade) podem fornecer ao público em geral uma proteção contra o vírus. Contudo, como o estudo acima referenciado indica, esta máscara caseira  deve ser vista como a última alternativa possível. Este tipo de máscara não tem o objetivo de substituir as máscaras cirúrgicas nem as N95, mas sim ajudar a libertar este equipamento mais técnico para os profissionais de saúde. Assim sendo, não recomendamos o uso desta máscara caseira como método de redução da transmissão da infeção, mas sim como método de prevenção para a deslocação a  supermercados ou farmácias de modo a manter um nível de proteção médio. 

Aprenda como fazer a sua Máscara Caseira – Download

As máscaras são importantes, mas lavar as mãos ainda mais importante é

Ficamos obcecados em encontrar máscaras eficazes para nos protegermos e proteger a nossa família. No entanto, manter uma boa higienização  das mãos é algo muito importante. Assim sendo,  todos nós podemos ficar infetados através de superfícies contaminadas ao tocar nos olhos, boca ou nariz com as mãos que não foram devidamente lavadas. Abaixo deixamos-lhe um link que o alerta para a necessidade de limpar muito bem o seu telemóvel, tão usado e tão perigoso nos dias de hoje  – clique aqui para ler o artigo 

Mantenha-se seguro e proteja-se a si e a todos nós!

Partilhe: