Epi – Qual a importância do uso de luvas no trabalho

Epi – Qual a importância do uso de luvas no trabalho

As luvas de proteção fazem parte do Epi (equipamento de proteção individual) indispensável. De facto, 1/4 dos acidentes de trabalho afetam os membros superiores dos trabalhadores. Este tipo de lesões é bem maior em comparação com o resto do corpo. Este tipo de equipamento é essencial para o trabalhador ter a proteção necessária contra os riscos que enfrenta no dia a dia. Proteger as mãos é algo fundamental, afinal, todos nós utilizamos esta parte do corpo com muita frequência nas ações profissionais.

As luvas de trabalho são fabricadas tendo em conta a ergonomia e o conforto dos trabalhadores. São criadas luvas para todos os tipos de trabalho, para manusear peças pequenas, para aguentarem altas temperaturas e ainda protegerem o utilizador de algum tipo de contaminação química.

Podemos classificar este Epi com diferentes critério, como por exemplo a sua utilização, os materiais utilizados, o tipo de proteção que oferecem, espessura e muitos outros.

Conheça os diferentes modelos deste Epi e quais os riscos que eles protegem

  • Proteção contra corte: Esta é a melhor luva de proteção para o manuseio de objetos ou materiais afiados ou abrasivos. Este tipo de luva é aconselhada para todos os setores que representam um risco de corte. 
  • Proteção contra o frio: Perfeita para o manuseamento geral no inverno ou em baixas temperaturas. Assim sendo, este tipo de luva é aconselhado para a indústria de refrigeração, construção ou armazenagem.
  • Proteção quente: Resistência a temperaturas muito altas e a ambientes inflamáveis. Ideal para a indústria metalúrgica, trabalho de soldadura, indústria do vidro e borracha.

 

Luvas de proteção como epi

As luvas de proteção química devem funcionar como uma barreira entre a pele do utilizador e o produto a ser manuseado. As luvas para este tipo de trabalhos devem proteger igualmente os antebraços de eventuais salpicos de solventes, óleos ou ácidos.

  • Luva PVC: Isolante e resistente a ácidos. Excelente resistência ao ar e à água. Por outro lado, é menos resistente a acetona e hidrocarbonetos aromáticos. Ideal para indústria pesada, agroalimentar  e química.
  • Luva em Nitrilo: O nitrilo tem boa resistência química e mecânica. Ela pode ser trabalhada em forma de micro-alveolato para lhe dar uma boa aderência que é muito útil em ambientes húmidos ou oleosos. Por outro lado, este tipo de luva possui baixa resistência a acetonas. Ideal para indústria química e mecânica.
  • Neoprene: Suave e confortável a luva neoprene protege contra produtos nocivos. É menos eficaz contra riscos mecânicos não resistindo a solventes clorados. Ideal para a indústria automóvel, química e mecânica.

Sabemos que cada utilizador tem um tamanho de mão diferente, sendo que identificar o tamanho certo é fundamental para garantir a segurança no trabalho. A luva de trabalho não pode nem estar muito apertada nem muito folgada, pois poderá dificultar a execução das suas atividades profissionais.

Escolher o tamanho certo da luva é fundamental para garantir que o EPI seja o mais adequado

Os tamanhos variam entre o 6, 7, 8, 9, 10 e 11. Assim sendo, listamos alguns pontos importantes a ter em conta na hora de escolher as luvas de segurança:

  • Não podem ficar grandes demais
  • Tenha atenção para não serem demasiado justas
  • As luvas esticadas em demasia podem ser sinónimo de um tamanho pequeno
  • Tenha a medida da mão do utilizador para facilitar a escolha

Clique neste link e fique a conhecer a nossa campanha promocional de luvas de segurança com 25% de desconto

De modo a saber qual a medida certa da mão, mostramos-lhe uma tabela de correspondência de tamanhos;

tabela de medidas para luvas epi

Partilhe: